impermeabilizacao-caixas-d-agua-goiania

Impermeabilização de caixas d’água em Goiânia

Fique por dentro

A impermeabilização em caixas d’água sempre foi uma garantia de sossego e economia para condomínios em Goiânia.

Um dos maiores problemas em condomínios, são as infiltrações. Quando se descobre uma muito tarde, os custos para o conserto são altos e vem seguido de muitas dores de cabeça para o síndico.

As infiltrações em caixas d’água são facilmente visíveis por conta do mofo nas paredes, porém as nos reservatórios, que geralmente ficam no subsolo, são mais difíceis de serem encontradas.

É importante o síndico ficar atento ao talão de água para que perceba alguma anormalidade no custo.

Por que acontece a infiltração nas caixas d’água?

Qualquer tipo de infiltração ocorre principalmente por apenas um motivo. Uma falha no sistema de impermeabilização da caixa d’água.

Essa falha geralmente é causada pela: impermeabilização mal feita sem utilizar bons materiais ou quando deu o tempo de refazer o serviço. Quando a água escapa, entra em contato com o concreto armado.

Concreto armado é o utilizado nas estruturas de edifícios.

Ele contém esse nome pois é feito com a presença de aço, que promove a sustentação. O concreto é produzido através de uma reação química de cimento, agregados miúdos (como a areia), agregados graúdos (como a brita) e com a presença da água.

Essa composição contém uma certa porosidade, que faz com que ao ter contato com água, percole parte dela e cause a infiltração. Com isso, a única maneira de evitar a infiltração é com a impermeabilização.

A Azelar em suas reformas prediais, percebe algumas vezes a má impermeabilização de caixas d’água em Goiânia.

Quais os problemas mais comuns em caixas d’água?

Corrosão da armadura

Como vimos, a estrutura do prédio é feita através do concreto armado. No interior desse concreto, a aço presente é protegido por uma camada passivadora, que tem como sua função proteger o aço da oxidação.

Porém, essa camada protetora pode ser destruída por agentes com o cloro. Quando destruída, começa a ocorrer a corrosão do aço (armadura).

Essa destruição é um dos principais fatores ligados a durabilidade do concreto e problemas na estrutura do edifício.

Lixiviação

Em reservatórios mal impermeabilizados, ocorre muito um problema chamado lixiviação.

O contato da água com o cimento provoca reações químicas, que são formados diversos tipos de sais minerais.

A água infiltrada nas paredes, entram em contato com esses sais e faz com que aparece o surgimento de manchas brancas do lado de fora.

A lixiviação causa gases nocivos e umidade nas estruturas dos prédios.

Carbonatação

Esse problema é o contato do CO2 com as armaduras presentes no concreto. Esse contato provoca a formação dos chamados carbonatos, que diminuem o pH do concreto e facilita a corrosão.

Esse problema sempre possui ligação direta com a corrosão da armadura.

Como resolver esses problemas

Antes de resolver esses problemas, é necessário que o síndico seja realista em relação a como foi feita a impermeabilização na caixa d’água anteriormente.

Isso quer dizer que ele deve saber se foi feita utilizando materiais de qualidade e se os profissionais que realizaram eram experientes e competentes.

Uma impermeabilização em Goiânia bem feita, pode durar de 5 a 10 anos. Não existe um tempo pré-determinado, é necessário o acompanhamento regularmente.

Uma forma de fazer o acompanhamento é através da limpeza das caixas d’água, escrevemos sobre esse tema no nosso blog. Clique aqui para ler.

Afim de evitar maiores danos, faça manutenções dos sistemas de impermeabilização e certifique-se de não deixar nenhum tipo de falha.

Percebendo que as manutenções preventivas já não acabam mais com os problemas, é o momento de fazer uma nova impermeabilização da caixa d’água ou do reservatório.

Não demore para tomar providências, como foi descrito acima, os problemas podem afetar a estrutura do prédio e causarem maiores gastos com a manutenção.

Faça o orçamento da sua manutenção predial com a Azelar. Entre em contato.